censura1

No Brasil, todas as manifestações culturais custam caro. Se o interesse do brasileiro para com a cultura já não é dos melhores, com os altos preços que encontramos em livrarias, cinemas e até mesmo em teatros, o quadro cultural do país nunca irá mudar.
O mais afetado com os preços abusivos da cultura são os jovens. Se por um lado existe escassez de cultura, por outro existe uma onda de coisas não culturais, como as chamadas “músicas” que conhecemos – E o pior: Existe financiamento para tudo que não entra no requisito cultura.
Se compararmos o PIB de hoje com o dos anos 60, veremos que a cultura já não é matéria de primeira necessidade. Isso é drástico.
Vamos destacar os livros. Em um país que um livro custa quase 50% a mais que no exterior, o ato de ler deixa a desejar. Até mesmos os sebos, até pouco tempo atrás, amigos dos devoradores de livros, possuem preços abusivos – Um dono de sebo ao ver o preço de um livro novo em uma grande livraria, pensa que seu livro empoeirado, cheio de traças tem direito de valer o mesmo que um livro novo.
Está certo que ainda temos as bibliotecas, mas elas não fazem milagres – Nenhuma biblioteca possui todos os livros procurados.

Devido ao estado atual, é fundamental para a cultura a parceria do Estado com a iniciativa privada, já que os órgãos públicos responsáveis pela educação da sociedade dizem não possuir recursos – tão pouco coragem – para financiar a abrangente necessidade de produção artística e cultural. Nosso país poderia copiar uma das poucas coisas plausíveis dos Estados Unidos – Lá não existe financiamento público para a cultura. Não é preciso. Os empresários investem milhões na cultura – Música, Artes cênicas, Museus entre as mais diversas formas de cultura. É uma espécie de devolução de uma porcentagem de seus lucros, já que eles devem suas fortunas a cultura.
É importante saber distinguir cultura de eventos culturais. Nossos governantes não sabem fazê-lo.
Voltado para os livros, em São Paulo já existe a Imprensa Oficial, que possui preços acessíveis para algumas obras; para algumas!
A cultura, a arte em geral, é uma das maiores riquezas da humanidade. Mesmo assim, o descaso existe. É lamentável.

O projeto de alienação dos governantes para a sociedade está cada vez dando mais resultados!

Por Henrique Guedes

Anúncios