Dia_dos_Bandeirantes[1]

Neste 14 de novembro comemora-se o Dia dos Bandeirantes. Agora, deve-se mesmo comemorar esse dia?
Para muitos, os Bandeirantes são considerados desbravadores, aventureiros, heróis do sertão e responsáveis pela expansão territorial do país. Para outros, eles não passam de meros aproveitadores, carrascos, exploradores dos recursos naturais e responsáveis pela escravidão indígena. Mesmo com as diversas versões sobre os bandeirantes, eles têm um lugar de destaque.
De fato os bandeirantes foram aventureiros, pois no final do século XVI, o Brasil passou por um processo de afastamento do litoral, que nesta época era o único lugar povoado. Enquanto a colonização anglo-saxônica optou pelo trabalho, a colonização portuguesa optou pela aventura, isso garante o título de aventureiros à eles.
O Planalto Paulista, na Vila de São Paulo de Piratininga, foi o ponto de partida das aventuras dos bandeirantes, estes que seguiram para o sul, centro-oeste e norte do Brasil.
O sertão causava admiração nos bandeirantes. Eles buscavam seus lucros – o aprisonamento de índios. A escravidão servia como comprimidos para a pobreza. Tiro e queda.
O aprisonamento dos índios, como disse, era a fonte de renda deles. Naquela época, devido à ocupação holandesa em Recife, não era possível o tráfico dos escravos da África, daí sobrou para os indígenas.
Depois do comércio de índios, veio a exploração dos recursos humanos – neste requisito, os bandeirantes foram verdadeiros sangue-sugas ambulantes. Depois veio a expansão territorial que acarretou em mais exploração do sertão.
Vale pensar no caso. Eles foram carrascos ou agiram conforme às leis da época – dançaram conforme a música mandava? Naquela época a colônia deveria gerar lucros. Eles encararam a subida da Serra do Mar e atravessaram o Oceano Atlântico em pleno século XVI para isso. Heróis ou carrascos, não podemos dizer que eles não foram aventureiros.
A verdadeira história parece não importar. Os brasileiros não gostam muito da sua história (aprendê-la). Os brasileiros formam um país de contradições; o Dia dos Bandeirantes é comemorado no mesmo mês que a morte de Zumbi dos Palmares (dia 20 de novembro) pelas mãos do conhecido carrasco, digo, bandeirante Domingos Jorge Velho. Só em um país de contradições isso acontece.

___________________________________________________________

Referências Bibliográficas:

GÓES, Renato. Bandeirantes: heróis ou bandidos? Folha Universitária: jornal da UNIBAN. São Paulo, ano 12, edição número 418, página 17, 09 de novembro de 2009.

___________________________________________________________

Por Henrique Guedes

Anúncios