_____________________________________________________________________

Aviso aos leitores: Devido a diversos comentários baseados em uma análise errônea do post, ressalto que não acredito em nenhuma das informações aqui postadas. Muitas pessoas ainda acham que a teoria do fim do mundo em 2012 fora baseada no filme (2012). O meu intuito ao criar o post em questão foi fornecer algum material à cerca do assunto para quem procurar sobre. Sem mais.

Henrique Guedes.

_____________________________________________________________________

Atualmente, aquilo que há anos atormenta a sociedade voltou a ser comentado em todo lugar: a destruição do mundo. Não, não é novidade. A cada ano uma estória surge, e muitos morrem. Mas desta vez é diferente: os Maias, o povo, na minha concepção, mas inteligente até hoje, desta vez apareceu na jogada. Sem tecnologia de ponta, eles aprenderam sobre o universo e seus planetas, bem melhor que nós. Descobriram planetas diversos, que hoje não existem. A noção cósmica também foi abrangente. Tudo muito detalhado.
Nas belas linhas da escrita avançada Maia, sete sinais – sinais, pois profecia é algo totalmente diferente – foram apontados: a destruição do mundo foi marcada.
Fora os Maias, existem, em tese, algumas profecias (agora sim) – na bíblia algo pode ser notado (cópias baratas?) e alguns bruxos da idade média também falaram isso, só não temos nada escrito porque as profecias foram queimadas em fogueira pública, junto com seus autores.
A revista Hypescience, famosa no ramo da ciência, aponta que o grande risco da destruição do mundo é conseqüência da alta tecnologia. Um curto geral na rede elétrica e nos nossos meios de comunicação – computador bomba – causaria alguns “Buns!” mundo a fora, proporcionando fogo e destruição para todos os habitantes do mundo. Que beleza!
Voltemos para os Maias. Pegue uma bela caneca de café e prepare-se para os sete sinais Maias:

Primeiro Sinal Maia

O término do medo. A destruição do mundo está marcada para o dia 21 de dezembro de 2012. Quando o grande dia chegar, a humanidade deverá escolher um caminho: morrer de forma cruel ou evoluir para a integração harmônica com todo o universo. Escolheu a segunda opção, não é mesmo? Bem, então basta você compreender que tudo está vivo e consciente, e você faz parte deste “tudo”, assim você poderá viver em uma era de luz.
Ficou escrito que em 1999, teríamos apenas 13 anos à frente para fazermos tudo que fosse necessário. Os grandes sábios estudaram o Kinich-Ahau (sol) e chegaram à concepção: é um ser vivo que respira e que a cada certo tempo se sincroniza com o enorme organismo que existe, que ao receber uma manifestação de luz do centro da galáxia brilha mais intensamente produzindo em sua superfície o que nossos cientistas chamam de erupções solares e mudanças magnéticas.
Eles também afirmaram que isso é natural e ocorre em cada 5.126 anos, e uma hora ou outra este ciclo natural causaria algum dano para a terra. Eureca!
Com base em suas observações os Maias previram que a partir da data inicial de sua civilização, desde o 4° Ahua, 8° Cumku, isso é 3.113 a.C., 5.125 anos no futuro, ou seja, sábado 21 de dezembro de 2012 o sol ao receber um forte raio sincronizador proveniente do centro da galáxia, mudará sua polaridade e produzirá uma gigantesca labareda radiante. Será um espetáculo!
E não pára aí. Os Maias afirmaram que eles foram a 5ª geração iluminada pelo sol, o 5º grande ciclo solar – antes deles existiram outras 4 civilizações, estas destruídas por desastres naturais.
Este primeiro sinal fala do “tempo do não-tempo”, um período de 20 anos denominado “Katún”. Os últimos 20 anos deste ciclo apontam 1992 até 2012. Durante este processo de destruição, mudanças devem ser observadas, principalmente no sol. Esse sinal diz que essas mudanças irão acontecer para que possamos entender como funciona o universo e para que avancemos níveis superiores deixando para trás o materialismo e nos livrando do sofrimento.
O livro sagrado Maia CHILAM BALAM diz que no 13° Ahau no final do último Katún (2012) o Itza será arrastado e rodará Tanka – as civilizações / cidades serão destruídas e haverá um tempo em que estas estarão sumidas na escuridão e depois virão trazendo sinal futuro, Os Homens do Sol, assim a terra despertará pelo norte e pelo poente, o Itza despertará.

Segundo Sinal Maia

O segundo sinal fala sobre o eclipse solar de 1999. Depois deste eclipse a humanidade mudaria seu comportamento. O eclipse foi algo histórico, um anel de fogo que se recortava contra o céu, foi um eclipse sem precedentes na história pelo alinhamento em cruz cósmica com o centro da terra de quase todos os planetas do sistema solar. Eles se posicionaram nos 4 signos do zodíaco que são os signos dos 4 evangelistas, os 4 guardas do trono que protagonizam o apocalipse segundo São João. Além disso, a sombra que a lua projetou sobre a terra atravessou a Europa, passando por Corsovo, depois pelo Oriente Médio, Irã, Iraque e posteriormente dirigindo-se ao Paquistão e a Índia.
O fim dos tempos marca uma era de conflitos, destruição, ódio e muitas mortes.
O segundo sinal aponta que a energia que se recebe do centro da galáxia aumentará e acelerará a vibração em todo o universo para conduzir a uma maior perfeição. Isso produzirá mudanças físicas no sol e mudanças psicológicas no ser humano que mudará sua forma de pensar e de sentir. Serão transformadas as formas de relacionamento e de comunicação, os sistemas econômico-sociais de ordem e justiça, serão mudados e as convicções religiosas e os valores que aceitamos hoje também. O ser humano irá defrontar-se com seus medos e angústias para solucioná-los e assim poderá sincronizar-se com o ritmo do planeta e do universo. Isso acontecerá apenas para a humanidade perceber seus erros.
O 2º sinal fala melhor sobre “o tempo do não-tempo”: uma etapa de mudanças rápidas necessárias para renovar os processos geológicos, sociais e humanos. O homem entrará no “salão dos espelhos” para analisar tudo o que fez na vida. As etapas para a destruição do mundo causarão sofrimento para a humanidade. A morte não está parecendo tão ruim assim.
também é apontado que a maioria da população mudará seu comportamento e haverá uma sincronização com o planeta. Devemos estar conscientes de que o ser humano sempre decide seu próprio destino especialmente nesta época, as profecias são apenas advertências para que tomemos consciência da necessidade de mudanças de rumo para evitar que isso se torne realidade.

Terceiro Sinal Maia

O 3º sinal fala que teremos um aumento na temperatura do planeta, causando alterações climáticas e geológicas, isso em uma velocidade nunca vista. Estaremos em um microondas gigante, em uns 280°. Pronto para o churrasco?
Segundo os Maias, este aquecimento será conseqüência da falta de respeito do homem para com a natureza, e também em conseqüência do aumento da temperatura do sol, entre outros.
Para os mais paranóicos, o aquecimento global, as chuvas ácidas, o efeito estufa e a possível perda da água potável para a poluição são os primeiros sinais. Quem já assistiu ao tão falado filme – este que espero companhia para fazê-lo – deve estar com um medo mais…exagerado, digamos assim.
Com o aumento da temperatura, a umidade relativa do ar será reduzida, tendo como conseqüência a falta de chuva, e logo uma maior exposição ao sol. Sem água, não preciso dizer os problemas que teremos, não é mesmo?
Ah! Fora a alta temperatura e a falta de água, teremos outro probleminha: o aumento das pragas, dos insetos, logo das doenças.
As primeiras 200.000 pessoas que morrerem ganharão um prêmio!

Quarto Sinal Maia

Será a vez dos “homens picolés” sofrerem. Com o aumento das temperaturas, teremos o derretimento das calotas polares. Isso será um problemão!
Os Maias se basearam no giro de 584 dias do planeta Vênus para efetuar seus cálculos solares. Vênus é um planeta facilmente visto no céu, pois sua órbita está entre a terra e o sol.
A cada 117 giros de Vênus, marcado a cada vez que o planeta aparece no céu, o sol sofre fortes alterações e aparecem grandes manchas ou erupções causadas pelo vento solar.
O “escudo eletromagnético” que nos protege está com grandes rachaduras – os machados Vikings do sol são poderosos.
Será terrível. O calor será de “rachar o coco” literalmente. Com o derretimento das geleiras, as cidades serão invadidas pela água do mar, causando muita destruição.

Quinto Sinal Maia

Depois de anos e anos de tentativa, finalmente a sociedade sofrerá mudanças em sua estrutura. Será o fim do capitalismo e de suas patologias, isso devido o ataque na economia mundial. O homem terá que trabalhar como seus antigos primos: na raça!
Não teremos nenhuma tecnologia disponível, isso porque haverá uma pane na medula espinal da sociedade: a eletricidade.
Apenas um pequeno detalhe: a cada dia, a cada sinal, a temperatura do sol aumenta, causando mais destruição, mais mortes e afins. Será tanto sofrimento que Deus, este denominado o “pai” da humanidade finalmente será visto como a mentira que é.
Teremos as mudanças necessárias, porém muito tarde.

Sexto Sinal Maia

A coisa ficará mais feia. Aparecerá um cometa cuja trajetória colocará a vida do planeta em risco. Na cultura Maia, os cometas são como…carteiros. Eles são os mensageiros de boas ou más notícias. No nosso caso, a notícia não será muito boa.
Este cometa é famoso – para os Maias, ele era chamado “Ajenjo”; este mesmo é denominado na bíblia como “absinto”, em um dos livros.
Se esse cometa realmente aparecer, seremos os próximos dinossauros. Nossos esqueletos serão encontrados e bestas perguntarão: “são reais?”. Aí, para completar, o cometa será excomungado pelo papa, assim como o cometa Halley, em 1456, pelo papa Calípso III. Coisa de louco!
Os povos se juntarão, sem soberania, para tentar encontrar uma destruição do cometa.

Sétimo Sinal Maia

Será a volta dos Hippies. Se você não quiser ser destruído, trate de virar um. “Os seres humanos que voluntariamente encontrarem seu estado de paz interior, elevando sua energia vital, levando sua freqüência de vibração interior do medo para o amor poderão captar e se expressar através do pensamento e com ele florescerá o novo sentido.” (Tatiana), ou seja, será preciso estar “zen” para conseguir entender a resposta da salvação.
Será o fim da mentira e do ódio, será o fim das guerras e das mortes pelas mãos humanas. A maior utopia humana será encontrada: a paz.
Será a união de todos os humanos, de todas as etnias. Será o fim definitivo da religião. Os efeitos só serão reduzidos e as outras profecias alteradas se o homem conseguir encontrar a harmonia e a paz interior, dando origem à era da luz, a nova era.

__________________________________________________________

Referências Bibliográficas

Tatiana. Profecia Maia – 2012. Abrindo a cabeça (e por vezes coração). Acesso em 27 de novembro de 2009. Disponível em: Abrindo a cabeça (e por vezes coração);

As 7 Profecias Maias. Sobrenatural. Acesso em: 27 de novembro de 2009. Disponível em: Sobrenatural;

MAIZ, Ana. As Sete Profecias. O Calendário Maia. Acesso em: 28 de novembro de 2009. Disponível em: O Calendário Maia.

___________________________________________________________

Por Henrique Guedes

Anúncios