Espero o fim dos pensamentos remotos.
Espero parar de sonhar sonhos de tristeza.
Fim das lamentações.
Fim da destruição mental.

Espero manter distância da minha Afrodite
quando ela estiver do meu lado.
Matar a águia do Monte Cáucaso
E jogar o Eros no fogo de Prometeu.

Fechar a Caixa de Pandora e livrar meus sentimentos,
Da tristeza.
Do ódio.
Da solidão.

Acho que está na hora de decapitar a Afrodite dos meus sonhos
e aceitar a Medusa da minha existência.
Quero atravessar o buraco negro da minha mente.
Matar as moscas que zumbem tormento durante minhas madrugadas.

Quero parar.
Sem gestos de gratidão.
De cuidado.
Sem gestos de amor, essa prisão mental.

Sem Aiônios Êros.
Mas com muita tristeza.
Desgosto.
Descaso.

Suma Monalisa dos meus olhos,
Suma dos planos da minha felicidade
Mas não suma para todo o sempre
Não suma da minha realidade.

Por Henrique Guedes

Anúncios