_________________________________

Crônica de Henrique Guedes

_________________________________

Direito ganho, caro amigo. As Diretas Já em preto e branco no horário eleitoral obrigatório. Cabelo estranho de dona rebelde contra careca hipocondríaca de vampiro político. Escolha, pois você não é livre para não escolher. Um tremendo espasmo muscular para o amigo sartreano.

Se bem que estamos em solo democrático, democracia esta nativa da terra colorida do mais distante mundo platônico.  Seu voto é importante, pois como saber qual dos dois candidatos escolhidos por seu Zé Ninguém irá governar o belo país localizado no  intestino delgado da fubeca azul.

Duelo de picaretas. Cadeia alimentar das hienas e suricatos, muitas risadas e nada de Hakuna Matata. Você é livre para ser obrigado, porque se você é obrigado a fazer alguma coisa de forma democrática, tudo bem. TV condenada, escolha condenada, tédio de domingo condenado.

São anos de espera.  Palhaço de peruca, palhaço de bigode, palhaço de gravata.  São todos palhaços. Perca seu dia, sua liberdade, seu tédio. Antes de Fausto Silva na TV, Fausto Silva nas urnas. Tudo um complexo edipiano pela pátria lucrativa brasileira.

Por Henrique Guedes

Anúncios