Tags

, ,

Que maneiro, cara. Em um mês SP irá oferecer bicicletas para aluguel. Agora tudo mudará. Ciclista atropelado na Avenida Anchieta é coisa do passado, pois um ciclista é quase invisível em meio aos carros, mas 3,3 mil ciclistas, qualquer motorista irá ver. É uma idéia tão revolucionária, 3,3 mil bicicletas disponíveis para a população, mas nenhum lugar para os ciclistas usá-las, digo, nenhuma ciclovia, pois rodovias e calçadas eles ainda têm. Já sei! O Kassab proibiu os caminhões para melhorar o trânsito pensando nisso. Questão de segurança. Se bobear, a falta de combustível fora apenas um teste, só para o bondoso governo de SP ter um relatório de quantas bicicletas seriam necessárias. Se a população aderir ao uso das 3,3 mil bicicletas, daqui alguns meses serão os motoristas que sairão em protesto pelados.

De certo há pessoas animadas com a notícia, mas sinceramente não vejo o motivo. Ter disponível 3,3 mil bicicletas é deveras bom, mas devemos pensar no conjunto completo. Não há ciclovias úteis em SP – as que existem ligam nada à lugar nenhum. Uma idéia que tem com conseqüência o congestionamento de bicicletas em calçadas públicas ou o aumento de atropelamentos não deve, a meu ver, ser considerado uma idéia revolucionária. Corra ciclista, corra. Promover um “skike” em massa deveria ser uma atitude questionada, não aplaudida. Eu não apóio esse projeto sem antes ver o projeto de construção de ciclovias úteis em SP. Adoraria andar pela cidade de bicicleta, mas sem arriscar minha vida com isso.

A construção de ciclovias não é apenas uma ação em nome da segurança dos ciclistas. Além de promover uma melhoria na saúde dos usuários e a preservação ambiental, haveria uma melhora no trânsito de SP e nos transportes públicos. A idéia é a seguinte: devido ao descaso das empresas responsáveis pelo transporte público, as pessoas escolhem o transporte individual visando fugir da decadência do transporte coletivo, gerando um aumento considerável de carros nas ruas, gerando assim os congestionamentos. De forma contraditória, outros tentam fugir dos congestionamentos e do gasto abusivo em combustível, logo escolhem o decadente transporte público (que também oferece um gasto abusivo). E nas duas situações há ciclistas que têm medo de enfrentar os carros diariamente. A construção de ciclovias iria melhorar a vida de muita gente, mesmo dos que não têm nenhuma preocupação para com o assunto. Agora, oferecer 3,3 mil bicicletas para a população não é algo tão plausível. Seria como se eu comprasse um carro sem motor e sem rodas, que ficaria parado na minha garagem.

___________________________________________________________________
Referências:

SP oferecerá bicicleta para alugar em um mês. UOL. Acesso em: 11 de março de 2012. Disponível em: UOL

_______________________________________________________________

Por Henrique Guedes

Anúncios